19ª Edição Revista Women´s Wonderland

19ª Edição Revista

Women´s Wonderland

ww19_capa.jpg

Anúncios

14ª Edição Revista Women´s Wonderland

14ª Edição Revista

Women´s Wonderland

WW14 - capa

 

8ª Edição Revista Women´s Wonderland

8ª Edição Revista

Women´s Wonderland

capa

Disponível em:

Receita: Red velvet Brownies

Receita:

Red velvet Brownies

red-velvet-rice-krispy-treats-646.jpg

Ingredientes para a massa:

120 g manteiga, à temperatura ambiente
1 1/2 chávenas de açúcar
2 ovos
2 colheres de chá de extrato de baunilha
1 1/4 chávenas de farinha
1/4 colher de chá de sal
3 colheres de sopa de cacau em pó
2 colheres de sopa de corante vermelho
2/3 chávena de pepitas de chocolate (opcional)

Modo de preparação:

Pré-aqueça o forno a 170º graus. Unte uma forma rectangular, não muito alta, com manteiga e farinha.

Numa taça pequena, junte o cacau, o corante vermelho e uma colher de chá de extrato de baunilha e misture até obter uma pasta.

Numa batedeira elétrica, bata a manteiga e o açúcar até obter uma massa homogénea e fofa. Junte os ovos, um de cada vez, enquanto bate a mistura, e depois adicione também o restante extracto de baunilha. Com a batedeira numa velocidade média, junte agora a pasta previamente feita com o cacau em pó. Bata até que a massa fique completamente vermelha (se nesta altura, a mistura não estiver ainda vermelha, pode juntar mais corante). Junte a farinha e o sal, misturando até estar tudo incorporado. Pode juntar agora as pepitas de chocolate.

Deite a massa final na forma. Coloque no forno pré-aquecido durante 25 a 30 minutos ou até introduzir um palito e ele sair completamente limpo. Deixe arrefecer completamente antes de colocar a cobertura.

Ingredientes para a cobertura de chocolate branco:

120 g de manteiga à temperatura ambiente
2 1/2 chávenas de açúcar em pó
1 colher de chá de extracto de baunilha
120 g de chocolate branco, derretido
1-2 colheres de sopa de leite

Modo de preparação:

Bata a manteiga até ficar fofa, numa batedeira elétrica. Adicione o extrato de baunilha. Vá juntando pouco a pouco o açúcar em pó (1/2 chávena de cada vez), com a batedeira numa velocidade baixa. Adicione agora o chocolate branco derretido e bata até totalmente incorporado. Para atingir a consistência desejada, vá juntando uma colher de chá de leite de cada vez, com a batedeira numa velocidade baixa. Se ficar demasiado líquida, junte um pouco de açúcar em pó.

Red-Velvet-Brownies-646.jpg

Joana Carvalho

Receita: Petit Gâteau

Receita:

Petit Gâteau

Ingredientes:

240g de chocolate meio amargo
200g de manteiga ou margarina
4 ovos
4 colheres de sopa de açúcar
4 colheres de sopa de farinha de trigo

Preparação:

Derreta o chocolate em banho-maria. Num recipiente, junte os ovos e o açúcar. Bata manualmente até que estejam bem unidos.
Em seguida, despeje o preparado no chocolate derretido, mexendo sempre (como o chocolate estará quente, não pare de mexer, caso contrário os ovos irão cozinhar e não terá a consistência desejada).
Junte depois a farinha de trigo aos poucos, sem parar de mexer.
Unte as forminhas para petit gâteau com manteiga ou margarina e polvilhe-as com chocolate em pó.
Despeje a massa na forma sem encher totalmente.
Leve ao lume em forno pré-aquecido a 160°C por 6 minutos.
Retire do forno, passe com uma faca à volta da forminha, para descolar o petit gâteau e desenforme já no prato onde será servido.
Sirva quente ou morno com uma bola de gelado. O centro não deverá estar cozido – assim estará no ponto.

Joana Carvalho

Do It Yourself – Sugestão de bolo para o Dia dos Namorados

Do It Yourself

Sugestão de bolo para o Dia dos Namorados

11390_500334296668348_128070683_n

Joana Carvalho

♥Feliz Dia dos Reis ♥

 Feliz Dia dos Reis ♥ 


“Por detrás do bolo-rei está toda uma simbologia com 2000 anos de existência. De uma forma muito resumida, pode dizer-se que esta doce iguaria representa os presentes que os três Reis Magos deram ao Menino Jesus aquando do seu nascimento. Assim, a côdea simboliza o ouro; as frutas, cristalizadas e secas, representam a mirra; e o aroma do bolo assinala o incenso.

Ainda na base do imaginário, também a fava tem a sua “explicação”. Reza a lenda que, quando os Reis Magos viram a estrela que anunciava o nascimento de Jesus, disputaram entre si qual dos três teria a honra de ser o primeiro a brindar o Menino. Com vista a acabar com aquela discussão, um padeiro confeccionou um bolo escondendo no seu interior uma fava. O Rei Mago a quem calhasse a fatia de bolo contendo a fava seria o primeiro a entregar o presente. O dilema ficou solucionado, embora não se saiba se foi Gaspar, Baltazar ou Belchior o feliz contemplado.

Historicamente falando, a versão é bem diferente. Os romanos usavam as favas para a prática inserida nos banquetes das Saturnais, durante os quais se procedia à eleição do Rei da Festa, também designado Rei da Fava. Este costume terá tido origem num jogo de crianças muito frequente durante aquelas celebrações e que consistia em escolher entre si um rei, tirando-o à sorte com as favas.

Este inocente jogo acabou por ser adaptado pelos adultos, que passaram a fazer uso das favas para votar nas assembleias. Dado aquele jogo infantil ser característico do mês de Dezembro, a Igreja Católica decidiu relacioná-lo com a Natividade e, depois, também com a Epifania (os dias entre 25 de Dezembro e 6 de Janeiro). Esta última data acabou por ser designada pela Igreja como Dia de Reis, altura em que algumas famílias, nomeadamente em Espanha, procuram manter a tradição, não só comendo o bolo-rei como aproveitando a ocasião para distribuir os presentes pelas crianças.

Para além desta, havia uma outra tradição, da qual poucos terão conhecimento, que afirmava que os cristãos deveriam comer 12 bolos-reis, entre o Natal e os Reis, festa que muito cedo começou a ser celebrada na corte dos reis de França. O bolo- -rei terá, aliás, surgido neste país, no tempo de Luís XIV, para as festas do Ano Novo e do Dia de Reis. Com a Revolução Francesa, em 1789, a iguaria foi proibida, mas, como bom negócio que era, os pasteleiros continuaram a confeccioná-lo sob o nome de gâteau des san-cullottes.”

Joana Carvalho

Receita: Bolo Rei

Receita:

Bolo Rei

Ingredientes:

  • Manteiga: 130 gr
  • Açúcar: 130 gr
  • Farinha: 500 gr
  • Fermento: 15 gr
  • Ovo: 3
  • Leite: 2 dl
  • Vinho do Porto: 2 colheres de sopa
  • Aguardente velha: 2 colheres de sopa
  • Fruta cristalizada variada: q.b.
  • Amêndoa: q.b.
  • Noz: q.b.
  • Pinhão: q.b.
Modo de preparação: 

Num pouco de leite frio dissolva o fermento e adicione a farinha. Junte todos os ingredientes, exceto as frutas cristalizadas e os frutos secos, e amasse bem. Quando a massa começar a fazer bolhas, sinal de estar bem batida, juntam-se as frutas cristalizadas e os frutos secos. Tende-se a massa em forma de rosca, colocando num recipiente com buraco no meio, depois de bem untado com manteiga. Deixa-se descansar durante umas horas. Pincela-se com gema de ovo e colocam-se mais algumas frutas cristalizadas por cima. Coze-se em forno médio até ficar dourado.

Joana Carvalho

Casamentos – Super-heróis, filmes e jogos na hora do sim

Casamentos

Super-heróis, filmes e jogos na hora do sim

Hoje, nerds e geeks tornaram-se ícones da cultura pop e é cada vez mais fácil encontrar produtos com referência a esse mundo e não poderia ser diferente para os casamentos.

Noivos e noivas que cresceram a jogar jogos ou gostam muito de super-heróis e filmes podem incluir esses itens no grande dia.

Se fazem faz parte deste grupo, aproveite as ideias e inspire-se!

Joana Carvalho

Receita: Azevias de Natal

Receita:

Azevias de Natal

azevias

Ingredientes:

250g Farinha
3 Gemas
Sumo de 1 laranja
150 g Amêndoas
1 kg Batata doce
0,5 dl Azeite
300 g Açúcar
Sal
Canela
Água

Modo de preparação:

Coloque numa vasilha a farinha junto com azeite morno, sumo da laranja, um pouco de sal e canela. Adicione água e amasse bem, até ficar uma bola de massa capaz de ser estendida.
Deixe repousar durante uma hora.
Entretanto vá preparando o doce do seguinte modo:
Ferva, pele, seque no forno e triture as amêndoas.
Lave as batatas doces, coza-as inteiras, depois tire a pele e esmague-as.
Leve a ferver por três minutos o açúcar com a água e só depois retire do lume. Acrescente o polme da batata e leve de novo a ferver, agora durante cinco minutos, em lume baixo, mexendo sempre para não pegar.
Tire e coloque as gemas e as amêndoas, levando novamente ao lume para engrossar. Quando engrossar, retire e deixe arrefecer.
Estenda a massa para estes pastéis. Ponha em cima montinhos de doce e cubra-os com massa, tal como se faz com rissóis.
Frite as azevias em óleo quente, escorra, e salpique-lhes açúcar e canela.

Joana Carvalho